Anonymous declaram guerra contra os jihadistas após massacre no Charlie Hebdo

O grupo Anonymous declararam guerra aos jihadistas após o massacre ao jornal satírico Charlie Hebdo, em Paris. Autoridades de segmentação extremistas podem ter encontrado um aliado improvável no grupo na batalha contra o terrorismo após os ativistas divulgarem um vídeo condenando o ataque armado contra o jornal satírico que deixou 12 pessoas mortas. As informações são do Daily Mail.

Veja mais: Sessenta jornalistas morreram exercendo a profissão em 2014

No clipe, que foi carregado para o YouTube na conta belga do grupo, uma figura vestindo a máscara do grupo Guy Fawkes e um capuz diz em francês com uma voz eletronicamente distorcida: “Estamos declarando guerra contra vocês, os terroristas”.  Sentado em uma mesa e lendo um pedaço de papel, a figura diz que o grupo irá rastrear e fechar todas as contas em redes sociais relacionados aos terroristas para vingar os mortos.

A semana foi marcada por manifestações contrárias aos atos terroristas em todo o mundo. Sensibilizado com o atentado, o Google doou US$ 296 mil para o jornal francês e os funcionários sobreviventes prometeram reverter as doações em uma edição histórica, com mais de um milhão de cópias. A Apple francesa também mostrou solidariedade ao exibir uma faixa preta com a frase que resume as manifestações “Je Suis Charlie” (Eu sou Charlie).

você pode gostar também

error: Conteúdo protegido, entre em contato ([email protected]) para solicitar a matéria!