Home Concurso Público Alterações atrasam publicação de edital para concurso do INSS

Alterações atrasam publicação de edital para concurso do INSS

Alterações atrasam publicação de edital para concurso do INSS
Foto: Reprodução
0

Os concurseiros que acordaram na expectativa do tão esperado edital do INSS terão que aguardar mais um pouco. Isso porque alterações atrasaram a publicação do documento, programado para ser lançado nesta sexta, dia 18. Mas não há motivos para desânimo, pois a publicação foi adiada em apenas alguns dias, tempo suficiente para que todas as pendências sejam resolvidas e o edital esteja pronto no próximo dia 22, terça feira. A data limite para publicação é dia 29 de dezembro.

Uma vez lançado o cronograma interno, já programado, deve ser cumprido normalmente, com previsão de aplicação de provas em meados de março. Isso daria aos candidatos uma média de 90 dias para estudar o conteúdo de forma mais direcionada.

Nesta sexta-feira (18) foi divulgado no Diário Oficial da União, o extrato do contrato entre o INSS e o Centro Brasileiro de Pesquisa em Avaliação e de Promoção de Eventos (Cebraspe), mais conhecido como Cespe/UnB.

Concurso INSS

Para o concurso INSS, serão oferecidas 950 vagas, sendo 800 para técnico, que exige nível médio, e 150 para analista do seguro social, que exige formação de nível superior. As atuais remunerações são de R$4.614,87, chegando a R$5.259,87 após seis meses (técnico), e de R$6.832,89 até R$7.869,09 (analista).

Como se preparar para o Concurso do INSS

Simulado gratuito para o concurso do INSS

Possível distribuição das vagas

Em 27 de novembro, o INSS finalizou o processo de remoção interna, e apesar de não ter sido confirmado pelo órgão, é bem provável que esta fosse a única etapa que faltava para que fosse feita a distribuição das oportunidades do concurso.

Segundo os documentos do resultado final da remoção interna para técnico e analista do seguro social, é possível ter uma ideia de como será feita a lotação dos aprovados. Ao que tudo indica, haverá nomeações em todos os Estados, incluindo São Paulo, mais o Distrito Federal.

Baseado no resultado final da remoção interna, as chances para técnico devem ficar distribuídas da seguinte maneira: São Paulo (114), Acre (5), Alagoas (17), Amazonas (35), Amapá (5), Bahia (89), Ceará (17), Distrito Federal (13), Espírito Santo (4), Goiás (28), Maranhão (58), Minas Gerais (72), Mato Grosso do Sul (8), Mato Grosso (34), Pará (86), Paraíba (10), Pernambuco (34), Piauí (1), Paraná (36), Rio de Janeiro (15), Rio Grande do Norte (13), Rondônia (15), Roraima (3), Rio Grande do Sul (48), Santa Catarina (24), Sergipe (4) e Tocantins (12).

No caso do analista, as oportunidades podem ser lotadas em São Paulo (18), Acre (6), Alagoas (2), Amazonas (3), Amapá (3), Bahia (22), Ceará (7), Distrito Federal (2), Goiás (4), Maranhão (4), Minas Gerais (14), Mato Grosso do Sul (7), Mato Grosso (6), Pará (5), Paraíba (4), Pernambuco (3), Piauí (1), Paraná (3), Rio de Janeiro (4), Rondônia (5), Roraima (2), Rio Grande do Sul (12), Santa Catarina (6), Sergipe (1) e Tocantins (6).

Romário Nicácio Administrador de Redes. Redator e co-fundador do Portal N10. Redator de sites desde 2009.
error: Conteúdo protegido, entre em contato ([email protected]) para solicitar a matéria!