Home Notícias Mundo “Abusos e atrocidades”: Família que vive ao lado da Área 51 rompe o silêncio depois de 60 anos

“Abusos e atrocidades”: Família que vive ao lado da Área 51 rompe o silêncio depois de 60 anos

“Abusos e atrocidades”: Família que vive ao lado da Área 51 rompe o silêncio depois de 60 anos
Foto: Facebook / Groommine
0

A Área 51 sempre é motivo de conspirações e teorias das mais diversas, agora vizinhos contam como é viver ao lado dela. A família Sheahan, que mora próximo a Área 51, rompeu mais de seis décadas de silêncio e compartilhou a sua experiência sobre o que é estar tão perto de um lugar altamente secreto, cuja existência não foi oficialmente reconhecida até 2013.

A mina Groom, localizada perto da área 51, no sul do estado de Nevada, tem sido propriedade de Sheahan durante 130 anos, uma vez que os membros da família começaram a remover a prata, chumbo, cobre, zinco e ouro, informa a Sky News. A Área 51, situada próximo à propriedade da família, está unida na cultura popular ao lado secreto do governo. Além disso, não é difícil encontrar relatos de avistamentos de OVNIs informados aos controladores de tráfego aéreo e da Força Aérea.

Para os Sheahan, no entanto, viver perto desta área só lhes trouxe problemas. Agora eles buscam a indenização da Força Aérea e do Departamento de Energia para compensar o que eles consideram “abusos e atrocidades”, que remonta aos anos 50. Os Sheahan afirmam que o seu moinho de processamento mineral foi bombardeado por aviões militares, tornando impossível a sua utilização. Além disso, eles se queixam de que sua propriedade foi afetada pela precipitação resultante de testes militares de armas nucleares.

“Queremos que eles saibam que o que eles têm feito para a nossa família nos últimos 60 anos não é aceitável”, dizem eles.  A família acrescentou que recentemente recusou uma oferta de US$ 5,2 milhões proposto pela Força Aérea dos EUA para comprar o terreno adjacente à área 51. Agora a Força Aérea ameaça assumir o controle da propriedade de 161 hectares, se a família não aceitar a oferta, comenta o jornal. “Não fomos nós que invadimos o seu quintal. Mas foram eles que caíram de pára-quedas no nosso”, eles concluem.

Romário Nicácio Administrador de Redes. Redator e co-fundador do Portal N10. Redator de sites desde 2009.
error: Conteúdo protegido, entre em contato ([email protected]) para solicitar a matéria!