Home Notícias Educação 54,3% dos jovens concluíram o ensino médio até os 19 anos em 2013

54,3% dos jovens concluíram o ensino médio até os 19 anos em 2013

54,3% dos jovens concluíram o ensino médio até os 19 anos em 2013
Foto: divulgação
0

Uma pesquisa divulgada pelo movimento Todos pela Educação informa que em 2013, somente 54,3% dos jovens brasileiros terminaram o ensino médio até os 19 anos. O calculo do índice teve como base os resultados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílio (Pnad) 2013.

A taxa ainda assim, mostra um bom desempenho ao longo dos anos. No ano de 2007, 46,6% dos jovens concluíram o ensino médio até os 19 anos. Em 2009, foram 51,6% e, em 2012, 53%.

Uma das metas propostas pelo Todos pela Educação para que se tenha educação de qualidade é que até 2022 pelo menos 90% dos jovens concluam o ensino médio até os 19 anos.

De acordo com a coordenadora-geral do movimento, Alejandra Meraz Velasco, esclarece que os dados apresentam melhorias feitas no ensino fundamental não se traduziram em melhoria automática no ensino médio. Ela defende a reformulação do ensino médio, de forma a tornar a modificação mais atrativa aos jovens.

“Temos a enorme vontade de reformular o ensino médio, um ensino médio que interaja mais com os jovens. Atualmente, temos na maioria dos estados, um número muito grande de disciplinas”, acrescenta.

Já no ensino fundamental, a conclusão até os 16 anos foi alcançada por 71,7% dos jovens. A meta definida pelo Todos pela Educação é que até 2022 pelo menos 95% dos jovens terminem o ensino fundamental ate essa faixa.

A pesquisa ainda informa que ao se levar em consideração a raça, a quantidade de jovens negros que concluem os ensinos fundamental e médio mais tarde o número é maior que a dos jovens brancos. Aqueles jovens brancos que concluíram o ensino fundamental aos 16 anos são 81% e os que concluíram o ensino médio aos 19 anos são 65,2%. Em relação aos negros, esses percentuais são 60% e 45%, respectivamente.

A distorção entre a idade e a série vem abaixando gradualmente desde 2007. Apesar da redução contínua, no ano passado 33,1% dos alunos do ensino médio estavam com atraso escolar já no 1° ano, conforme o levantamento. O contraste de dois anos entre a idade do aluno e idade prevista para a série em que ele deveria estar devidamente matriculado é a base utilizada no cálculo da distorção idade-série.

“Essa diferença o é provocada, em boa medida, pela reprovação. Isso implica dizer que o fracasso escolar vai com certeza contribuir para o abandono escolar” diz a coordenadora-geral do Todos pela Educação, Alejandra Velasco. Uma boa saída para o problema, segundo ela, é adotar a medida do reforço escolar ao longo do ano letivo para que o estudante conclua a série, com o conhecimento adequado para que não seja reprovado.

Romário Nicácio Administrador de Redes. Redator e co-fundador do Portal N10. Redator de sites desde 2009.
error: Conteúdo protegido, entre em contato ([email protected]) para solicitar a matéria!